Como Estudar Para Concurso Público

 

Pessoa estudando-muito

Quer saber a melhor maneira de estudar para um concurso público?
Então você está no lugar certo!

Você encontrará nesta página diversas dicas e várias técnicas encontradas em livros de autores renomados como William Douglas, Lia Salgado e professores de cursinhos em todo Brasil. Confira!

Antes de começar a estudar, você sabe qual concurso irá prestar prova ou qual a sua área de interesse?

Isso parece básico, não é mesmo?

Mas o que mais vemos são concurseiros despreparados, que abrem a boca para dizer por exemplo que estão estudando para o Concurso da CAIXA e da Polícia Federal ao mesmo tempo! Como assim?
São áreas completamente diferentes, são ambições profissionais diferentes, são conteúdos diferentes.
Você precisa se decidir.

Escolha qual concurso deseja passar, confira os editais anteriores do concurso e saiba quais matérias estudar. O resto, nós lhe ensinaremos com 4 simples passos.

1 – Método de Estudos

Estudar para um concurso exige dedicação e um método eficiente. Você precisa se organizar e criar um método de estudos. Sem organização você não irá passar.

Um dos melhores métodos conhecidos se chama: ciclo de estudos.
Em um ciclo de estudos você estuda todas as matérias cobradas no edital, mas diversifica a quantidade de horas dispensadas para cada uma de acordo com o grau de dificuldade ou importância/peso na prova.

Por exemplo: Imagine que você domina ou tem facilidade em Língua Portuguesa, mas não sabe nada de Direito Administrativo.
Sendo assim, não faz sentido estudar o mesmo número de horas para ambas as matérias, certo?

Agora, imagine que você precisa estudar 4 matérias e irá estudar 1 hora para cada matéria, sendo assim, seu ciclo de estudos será de 4 horas.
Você pode concluir :

–  Em 1 dia  -> 4 horas de estudo (um ciclo completo)

–  Em 2 dias -> 4 horas de estudo

– Em 4 dias  -> 2 horas por dia

– Estudando uma hora por dia ou até mesmo em uma semana fracionando os minutos em diversos dias.

Isso vai depender da sua disponibilidade de tempo e quantidade de matérias a serem estudas.

As vantagens do estudo por ciclos não param no número de horas e no estudo periódico de todas as matérias. Quando você estuda por ciclos, você acaba “vendo” todas as matérias constantemente e pode se concentrar nas matérias principais.

Fique atento!

Não separe um número absurdo de horas para estudar em ciclos.

Quando passarmos muito tempo estudando o mesmo assunto ou matéria, o nosso cérebro entra em uma fadiga mental, ou seja, um cansaço que muitas vezes não percebemos. Essa fadiga mental fará com que o seu aprendizado diminua e esse é um dos maiores erros dos candidatos que desejam resultados rápidos.  Estudar de forma errada não te levará a lugar algum.

Como o ciclo de estudos é curto, o cumprimento das etapas estará sempre te motivando a estudar mais e mais, sem fadiga mental e com maior aprendizado. E motivação é uma palavra fundamental na vida do concurseiro. A cada ciclo concluído, sentimos a satisfação de dever cumprido e já percebemos uma evolução em cada matéria. É sensacional!

Como criar esse ciclo?

Em primeiro lugar: Esqueça a divisão de matérias por dia. Se você separar seus sábados para estudar Direito Constitucional e for chamado para uma festinha de aniversário imperdível, seu cronograma já vai para o espaço. Os ciclos de estudo eliminam esse problema, pois mesmo que você tenha um imprevisto em determinado dia, retomará da disciplina que parou.

Você irá separar suas matérias de acordo com o número de horas a estudar durante um determinado período, como em uma semana por exemplo.

O professor Alexandre Meirelles possui um livro chamado Como estudar para Concursos. É um ótimo livro. Nele encontramos a seguinte imagem que exemplifica bem o que é um ciclo de estudos:

Ciclo de estudo Ciclo-Meirelles

Viu como é fácil. Você não precisa seguir ordem de dias da semana, não precisa seguir um ritmo longo de estudos.

Nesse método você estuda apenas o que está no ciclo, no dia e hora que quiser.

Se em um determinado dia você tem 4 horas para estudar, então você pode estudar 2h30min de Contabilidade e depois 1h30min de Direito Administrativo.

Se no dia seguinte você tem apenas duas horinhas livres, você estuda apenas Direito Tributário. É simples. O importante é criar um ciclo e terminar o mesmo.

2 – Avalie seu progresso

Realize simulados constantemente, você precisa saber como esta fluindo os seus estudos. Faça simulados para cada matéria estudada no ciclo e anote os resultados para saber o quanto você evoluiu.
Comece com um pequeno simulados de 5 a 10 questões e vá aumentando conforme o seu progresso.

É importante conhecer a banca organizadora do seu concurso e também realizar questões de provas anteriores do seu concurso e da banca organizadora.

3 – Crie seus próprios resumos e mapas mentais

Compre um caderno só para resumos. É importante também que você faça tudo a mão e não digite. Quando digitamos fica tudo muito impessoal.
Outro ponto importante é a utilização das cores. Crie um esquema de cores para cada assunto ou tópico que você precisa memorizar, seu cérebro memoriza com muito mais facilidade quando vê cores.

Use letras grandes para chamar atenção de um determinado assunto, elas estimulam o canal visual e agilizam as revisões.

Essa questão da memorização é um fator crucial para passar em um concurso público.

4 – Local de estudo / Interferências externas

Esse ponto é muito pessoal, pois devemos respeitar o aprendizado de cada um, não podemos dizer o que é certo e errado, se cada ser humano é diferente.

Eu assimilo melhor quando estou em um lugar silencioso, outras pessoas não gostam do silêncio total, ficam até mesmo desconcentradas. Alguns estudam melhor sentados diante de uma mesa, outros preferem ler deitados em uma cama ou sofá.

Escolha a melhor maneira de estudar, porém, evite interferências. São as interferências externas que atrapalham o aprendizado.

Elimine as interrupções. Ou seja, desligue seu celular, fique longe da tv e explique aos familiares que sua hora de estudo é sagrada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *