Como Administrar Melhor o Tempo Para Estudar Para Concurso Público

 Calendário3 

Estudar para um concurso não é nada fácil.

É preciso muita dedicação e, por isso, o tempo acaba ficando comprometido.

Muitas atividades prazerosas ou necessárias, como praticar um esporte e conviver com a família, acabam sendo deixados de lado.

Mas você sabia que com algumas atitudes você pode se organizar melhor e administrar melhor o seu tempo?

Quer saber como fazer essa “mágica” e fazer os seus momentos renderem mais?

Confira no texto a seguir:

Tenha uma agenda

Agenda3

Pode parecer uma dica das mais básicas, pois o uso de agendas é tão antigo quanto à falta de tempo.

Mas o fato é que ela realmente nos ajuda não só a conseguir organizar melhor o que devemos fazer, mas a controlar horários.

Coloque lá as suas tarefas de estudo, mas também não abra mão de ocasiões pessoais, como eventos importantes, ligações a serem feitas e datas a serem comemoradas.

Não esqueça também das contas a pagar: ser organizado pode render um dinheiro a mais que você pagaria de juros e multa!

Quando mais preparado estiver o seu horário, mais fácil vai ser administrar tudo.

Use a tecnologia a seu favor

iphone_nfl_calendar

Se a tecnologia pode atrapalhar o estudo, te deixando mais disperso, por que não usá-la também a seu favor?

Você pode programar o pagamento de contas em casa, pode resolver problemas pela internet ou telefone e usar até para fazer compras para a sua despensa.

Use a tecnologia a seu favor. Utilize a agenda e alarme do celular para lembrar as tarefas ou horários de estudo.

Aproveite o tempo que você perderia sem o uso da tecnologia e use para o seu estudo.

Aproveite os momentos de descanso

Descansando

De nada adianta você se matar de estudar se não descansar.

Isso é essencial para que você volte com tudo e faça o seu tempo render.

Como você sabe, depois de noites mal dormidas ou em momentos de estresse, de nada adianta passar horas se esforçando ou tentando fazer algo: é humanamente impossível.

Agora quando você está relaxado e feliz, tudo vem mais fácil e as horas parecem se multiplicar.

Organize a sua vida

Local-de-estudo

Se você é daqueles que tem um armário todo bagunçado ou uma mesa cheia de papéis aleatórios, com certeza perde muito tempo ao tentar achar roupas ou terminar aquele trabalho indigesto.

Se você organiza as suas coisas, pode até perder algumas horas no dia, mas economiza muitas subsequentes.

Use a agenda do celular para organizar o seu tempo.

Isso o torna mais eficiente, portanto, acaba sobrando tempo no final do dia que pode ser aproveitado nos estudos.

Termine o que começar

Um dos grandes problemas das pessoas que nunca têm tempo sobrando é que postergam ao máximo as coisas, depois se enrolam e acabam perdendo muito tempo para retomá-las.

Tente terminar tudo que começar, especialmente no estudo.

Não deixe para depois!

Finalize e aí sim colha os frutos do sucesso em seu tempo livre.

Isso realmente faz uma grande diferença!

Tomando essas atitudes, você verá o seu tempo se multiplicar e não será mais aquela pessoa estressada que vive na correria.

Organizar-se é fundamental.

Organizar a vida

A princípio pode parecer chato, mas quando você tiver horas e horas livres para o seu prazer, pode ter certeza: valerá à pena!

Como Criar um Plano de Estudos Para Concurso Público

Plano de EstudoBoa parte dos problemas encontrados pela grande maioria dos concurseiros poderiam ser resolvidos facilmente com a simples adoção de um plano de estudos.

Como assim?

Isso mesmo. Dentre as principais dificuldades encontradas pelos que estão na luta por um cargo público, as principais queixas são referentes a: falta de tempo, falta de concentração, dificuldade para se organizar para assimilar uma grande quantidade de matérias entre outras queixas similares.

No entanto, apenas a adoção de um plano de estudos bem elaborado poderia reduzir em muito esses problemas e aumentar significativamente as suas chances de aprovação, visto que a sua preparação passaria a ser mais produtiva e eficiente.

O que é um plano de estudos?

Bom, como o próprio nome sugere, um plano de estudos é um planejamento da sua rotina de estudos para concurso público. Basicamente você irá definir quando, como e o que irá estudar.

Como montar um plano de estudos?

Essa é a parte mais legal, quando você reflete sobre as suas atividades no dia a dia logo de cara você já descobre algumas coisas interessantes sobre a sua rotina.

Há várias formas de criar um plano de estudos, mas vou detalhar aqui um jeito simples que eu acredito que seja mais prático.

Primeiramente você deve criar uma planilha, seja ela no Excel ou até no papel mesmo, a planilha deve ter 8 colunas e umas 50 linhas.

Nomeie as colunas com os dias da semana e as linhas com os horários (de preferência por meia em meia hora), dessa forma:Tabela de horário

Depois disso você deve ir escrevendo e riscando ou pintando os horários em que você está sempre ocupado e depois os horários em que você está ocasionalmente ocupado. Marque tudo o que você lembrar, desde tarefas grandes como trabalho até tarefas mais simples e corriqueiras como almoçar, tomar banho, afazeres domésticos e etc.

Os horários que ficarem livres são os horários em que você poderá organizar a sua rotina de estudos, por exemplo:

Digamos que você tenha a seguinte rotina (bem simplificada apenas para efeito mais didático):

– 08:00 as 18:00 – Trabalho

– 18:00 as 19:00 – Trânsito

– 19:00 as 21:00 – Jantar, tomar banho e etc.

– 21:00 as 23:00 – Livre

– 23:00 em diante – Dormir

Nesse caso, você terá pelo menos 2 horas por dia sem contar o final de semana para estudar, é aí que você deve distribuir seus estudos.

Por exemplo:

Segunda-Feira das 21:00 as 23:00 – Estudar língua portuguesa

Terça-Feira      das 21:00 as 23:00 – Estudar matemática e raciocínio lógico

Quarta-Feira     das 21:00 as 23:00 – Estudar informática

Quinta-Feira     das 21:00 as 23:00 – Revisar matérias

Sexta-Feira      das 21:00 as 23:00 – Fazer simulados

Veja que esse modelo bem simplificado já traz uma organização que torna o estudo muito mais eficiente e fica muito mais fácil manter uma disciplina e a constância nos estudos.

As vantagens são inúmeras:

  1. Melhora na concentração– Com a rotina, seu cérebro vai se acostumar com os horários e vai se habituar com isso, logo você começará a ter mais concentração nesses horários e absorver melhor a matéria.
  2. Falta de tempo– Com o plano de estudos você consegue identificar horários perdidos durante o seu dia e com isso você consegue alocar mais tempo para o seu estudo.
  3. Organização –Com a rotina organizada seus estudos serão mais produtivos pois você saberá sempre quando e o que deverá estudar e não vai ficar com aquela sensação de esquecer alguma matéria importante.
  4. Disciplina– Com os horários definidos fica muito mais fácil programar as atividades do dia de um modo que não atrapalhe seu momento de estudo.
  5. Colaboração– Se mora com outras pessoas, fica mais fácil também pedir a colaboração dos familiares para que naqueles horários você não seja interrompido ou tenha que parar para fazer outras coisas.

Com o tempo você pode ir aperfeiçoando o seu plano de estudos e consequentemente ir otimizando o seu aprendizado.

Faça um teste e veja como seus estudos vão ser bem mais produtivos.

Bom estudo!

5 Dicas Para Deixar a Falta de Tempo de Lado e Estudar

Falta-de-tempo-é-desculpa-daqueles-que-perdem-tempo-por-falta-de-MÉTODO.-Albert-Einstein

Gostaria de te parabenizar, pois se você está lendo esse artigo, é porque você se importa com seu futuro e está um passo a frente de muita gente que não sabe estabelecer prioridades em suas vidas!

A oportunidade de ser aprovado no concurso desejado não pode ser perdida de jeito nenhum!

Bem então vamos lá!

Todos que querem passar em um concurso sabem que isso não acontece por sorte, mas por consequência de muito estudo, esforço e dedicação.

Para vencer editais longos, com diversas matérias e prazos apertados, é imprescindível dedicar tempo para ler todos os conteúdos, fazer resumos e exercícios.

Porém, um dos maiores obstáculos que impede estudantes de colocar isso em prática é a conhecida desculpa da “falta de tempo”.

Fazemos muitas coisas todos os dias, que incluem trabalho, cursos, responsabilidades familiares e atividades rotineiras, como comer e dormir.

Além disso, costumam surgir outros compromissos, como uma festa de aniversário ou o conserto do carro.

No final, parece que não sobra tempo para se dedicar com eficiência aos estudos.

Mas agora vou te falar uma verdade aqui que irá te assustar… a falta de tempo não existe!

O que existe é tempo mal administrado.

Mesmo que você tenha uma vida extremamente agitada e responsabilidades das quais não pode abrir mão, ainda assim é possível contornar a “suposta” falta de tempo e ter tempo suficiente para estudar.

Quer saber como? Confira essas 5 dicas!

1 – Defina prioridades

Se seu objetivo é passar em determinado concurso no final do ano, quais serão suas prioridades nos próximos meses?

Saber aonde você quer chegar é essencial para traçar prioridades e adequar sua rotina.

Sempre que possível, elimine tudo que tome seu tempo, e que principalmente não o ajuda a alcançar seu objetivo.

Se há tarefas e projetos que possam ser deixados para depois da aprovação, deixe-os para depois.

E, se algumas das coisas que você faz podem ser delegadas a outras pessoas, não hesite em fazer isso.

Você precisa se focar no alvo e, por um período, deixar de lado todas as atividades que não contribuem para isso.

Lembre-se, porém, que cuidar de sua saúde e alimentação é muito importante para você se manter capacitado a aprender.

Portanto, não se descuide dessas condições, certo?

2 – Organize sua semana

Com base nas prioridades levantadas, organize sua semana de forma a encaixar responsabilidades e tempo de estudo.

Você deve fazer um planejamento contendo o que fará em cada dia e horário, para não correr o risco de se distrair com redes sociais na internet, por exemplo, e no fim perder uma tarde inteira.

Tenha um cronograma com as tarefas que você precisa executar, assim como os horários dedicados a tempos de lazer e descanso.

Isso lhe ajudará a criar uma rotina e não se perder com distrações que tomam mais tempo do que deveriam.

3 – Comece de uma vez

A falta de tempo surge, muitas vezes, quando vamos deixando para depois atividades que já poderiam ser feitas.

Assim, acumulamos uma quantidade gigantesca de tarefas e, quando começamos a fazê-las, já não há mais tempo hábil para terminar tudo.

A solução para isso é uma só: comece logo!

Principalmente com relação aos estudos, se você deixar acumular matérias, será muito mais difícil conseguir vencê-las antes da prova.

Portanto, seja disciplinado e crie o hábito de nunca postergar algo que precisa ser feito.

Criar metas de curto prazo pode ajudar nesse sentido, então divida tarefas maiores em etapas para que estas sirvam de incentivo a um começo.

4 – Aproveite o seu tempo

Temos a ideia de que apenas se tivermos horas a fio para nos concentrarmos nos estudos, é que aprenderemos bem.

Entretanto, isso não é verdade…

O tempo que passamos em ônibus, metrô ou aguardando atendimento no banco, por exemplo, pode ser muito bem aproveitado e agilizar diversas atividades, principalmente nossas tarefas de revisões.

É muito produtivo aproveitar esses períodos para revisar diversos tipos de conteúdos e isso sempre vai ser muito produtivo para sua preparação.

No âmbito dos estudos, talvez você não consiga aprender uma matéria nova em pouco tempo, mas você pode ler seus resumos ou ouvir uma aula em MP3.

É impressionante como nesses tempinhos você pode revisar conteúdos, relembrar matérias e até aprender algo novo.

5 – Considere o estudo a sua profissão!

Até passar na prova, aja com sua agenda de estudos exatamente como agiria em ambiente profissional: você não se atrasaria, não sairia mais cedo com frequência. Certo?

Se você tiver essa mesma mentalidade com seus estudos, certamente terá mais tempo, pois deixará a preguiça e as atividades inúteis de lado.

Em ambiente profissional, você não cumpre tarefas apenas quando tem vontade, portanto seja também responsável e sério com seus estudos.

Mesmo que você não tenha vontade de estudar determinada matéria, com certeza se sentirá muito bem após tê-la concluído, pois estará mais perto do seu alvo.

O que mais atrapalha você a ter tempo para os estudos? Como acha que pode contornar esse problema?

Os 3 Maiores Problemas da Técnica Pomodoro e Como Contorná-los

tomate

Se você não está familiarizado com a Técnica Pomodoro, leia o texto “Método Pomodoro Proporciona Produtividade nos Estudos Para Concurso Público”.

 

Houve uma época, lá em 2009, 2010, que todos os blogs começaram a falar sobre a tal Técnica Pomodoro. De fato, é algo muito legal e que realmente ajuda a manter o foco nos estudos e também no trabalho. Mas quem já usou sabe: não dá para levar todas as regras ao pé da letra.

O Tempo do Pomodoro Não se Adapta a Tudo

Segundo o criador da técnica, cada pomodoro deve ser dedicado a uma, e somente uma tarefa. A técnica prevê o caso de você terminar uma tarefa antes de 25 minutos e diz que, neste caso, você deve revisar a tarefa até o término do tempo. O problema é que “ligar p/ fulano”, por exemplo, pode levar só 2 minutos e não há o que revisar.

Outro exemplo é quando o pomodoro termina e você sabe que poderia finalizar a tarefa com mais alguns minutos. A regra diz que quando o pomodoro termina você deve parar imediatamente e dedicar o tempo da pausa para outras coisas, que não sejam relacionadas ao trabalho. O problema é que isso causa certo desconforto, porque você sabe que o próximo pomodoro vai ser perdido e, ao mesmo tempo, se você não cumprir a regra, vai ficar com aquele sentimento de que está trapaceando.

Como Contornar Este Problema:

O primeiro passo é deixar claro para você mesmo que você vai alterar as regras para produzir mais. Isso vai lhe aliviar do sentimento de que está trapaceando. Daí para frente, sempre que o cronômetro apitar e você sentir que está quase terminando uma tarefa, ignore o cronômetro e continue trabalhando, sem contar o tempo da pausa. Termine e siga em frente.

No caso de ter uma tarefa muito pequena para um pomodoro, liste-a em uma seção “Pequenas Tarefas”. Então crie uma nova etapa entre o pomodoro e a pausa, onde você vai executar apenas uma das “Pequenas Tarefas”. É importante que você só passe por essa etapa se não tiver estourado o tempo do pomodoro para finalizar algo.

As Pausas Atrapalham Certas Tarefas

A cada pomodoro deve ser feita uma pausa de 5 minutos, exceto a cada 4 pomodoros, quando a pausa deve ser de 15 a 30 minutos. Segundo o criador da técnica, as pausas servem para recompensar o cérebro pelo tempo de trabalho focado. O problema é que muitas vezes estamos tão concentrados em algo que a pausa acaba atrapalhando. Isso acontece porque algumas tarefas são como a leitura de um livro: se você não parar em pontos específicos, vai acabar perdendo tempo depois para entender onde estava e o que estava acontecendo.

Como Contornar Este Problema:

Quando o cronômetro apitar e você sentir que deveria continuar, anote que você vai pular uma pausa, reinicie o cronômetro e comece um novo pomodoro. Então, quando você decidir que chegou a hora de fazer uma pausa, tome os 5 minutos previstos e, se necessário, some o tempo que você economizou de outras pausas. Utilize este tempo com qualidade para recompensar o cérebro, como deve ser. Tome um café, leia um blog.

É Quase Impossível Conter Pausas Externas

A técnica, a rigor, diz que você deve evitar interrupções externas e postergá-las até o fim do pomodoro. Caso seja uma urgência e você precise parar o pomodoro, então o pomodoro não deve ser contado. Nem mesmo se você trabalhou 22 minutos antes de ser interrompido.

Mesmo que você avise todo mundo no escritório de que você está trabalhando desta maneira, ainda assim as pessoas vão vir falar como você, o telefone vai tocar e um email urgente vai cair na sua caixa de entrada. Não dá para evitar as pessoas sem ser um chato. Também não dá para pedir que seu chefe espere 17 minutos e 26 segundos porque você está em um pomodoro.

O pomodoro tem que lhe ajudar a ter foco e evitar a procrastinação, mas não deve lhe tornar um anti-social. Eu já tentei cumprir a regra a risca e pedir para as pessoas esperarem um pouco. A única coisa que isso me trouxe foi o sentimento de ser a pessoa mais chata da sala. Claro que você deve lidar com casos extremos, por exemplo, um colega que fica o dia inteiro lhe chamando para ver besteira no smartphone dele. Resolva estes problemas, mas não negue de tomar café com todo mundo por causa de um pomodoro.

Além disso, não contar os pomodoros faz com que suas estimativas fiquem erradas. Imagine que você tentou fazer 15 pomodoros em um dia e foi interrompido em todos, sempre depois dos 20 minutos. Seu relatório de pomodoros vai dizer que você não trabalhou, porque não há nenhum pomodoro anotado, mas isso não é verdade.

Como Contornar Este Problema:

Evite as interrupções internas, aquelas que partem de você, mas deixe que as interrupções externas aconteçam. Mesmo as mais fúteis. Os relacionamentos são importantes e você não deve abrir mão disso. Só atente aos casos crônicos.

Se o pomodoro estiver em menos de 15 minutos quando uma interrupção acontecer, respeite a regra: considere como um pomodoro perdido.

Conclusão

Nenhuma técnica é definitiva, porque cada um é cada um. Só você sabe como funciona o seu processo de trabalho. A regra de ouro é: não há regras. Altere tudo que for necessário, defina novas regras, faça o que for preciso para alcançar seus objetivos.

 

Método Pomodoro Proporciona Produtividade nos Estudos Para Concurso Público

Método Pomodoro1 318x159

Dedicação e eficiência são dois pontos essenciais para todos aqueles que querem se dar bem nos estudos, seja para concursos públicos ou para vestibulares. Mas, como conseguir se concentrar com as notificações do celular chamando a toda hora? Sem dar aquela conferida nas redes sociais? Um dos sistemas mais utilizados para alcançar esses bons resultados é simples e não custa nada. Conheça o “Método Pomodoro” que pode auxiliar em uma maior produtividade nos estudos.

 

O Que é a Técnica Pomodoro e Como funciona?

 

A Técnica Pomodoro é um método de gerenciamento de tempo. A técnica foi desenvolvida no final dos anos 80 por Francesco Cirillo, que procurava uma maneira de aumentar sua produtividade nos estudos.

Na prática, a Técnica Pomodoro consiste em trabalhar por blocos de tempo, chamados de pomodoro. Cada pomodoro tem 25 minutos, durante os quais você tem que trabalhar em uma única tarefa, sem interrupções. No fim de cada pomodoro, você deve fazer uma pausa de 5 minutos. A cada quatro pomodoro, você deve fazer uma pausa maior, de 30 minutos.

Os objetivos da técnica são:

  • Aumentar sua concentração
  • Aumentar sua produtividade
  • Diminuir as interrupções
  • Aprender quanto tempo você demora em cada tarefa
  • Aliviar sua ansiedade

Como Funciona a Técnica Pomodoro

1. Cria-se uma lista de tarefas no começo do dia

No começo do seu dia de trabalho ou estudo, crie uma lista de tarefas que você quer executar durante o dia. A lista deve ser dividida em duas seções: “Tarefas Planejadas” e “Não Planejadas”. Como você vai fazer essa lista não é muito relevante. Você pode utilizar um caderno, um app de celular, um arquivo Excel, fica a seu critério.

2. Executa-se as tarefas

Escolha uma tarefa, cronometre 25 minutos (1 pomodoro) e comece a trabalhar nela. Depois que o pomodoro terminar, faça uma pausa de 5 minutos, a sugestão mais indicada é que você se levante e faça algum exercício, como caminhada ou alongamento, mas vale qualquer outra coisa que ajude a relaxar.

Deixe para continuar trabalhando nela no próximo pomodoro.

Depois que você terminar a tarefa é só riscá-la da lista.

A cada quatro pomodoro, você deve fazer uma pausa de 15 a 30 minutos ao invés de 5 minutos.

Método Pomodoro4

Uma das regras mais importantes da Técnica Pomodoro é que você deve evitar e gerenciar as interrupções que acontecem durante os pomodoro. Existem dois tipos de interrupções que você precisa gerenciar: internas e externas.

As interrupções internas são todas aquelas que partem de você, por exemplo: você lembra que precisa telefonar para alguém, sente vontade de pedir pizza ou lembra que precisa tomar remédio. Todas as interrupções internas devem ser deixadas para depois, a não ser que seja de extrema urgência. Sempre que acontecer uma interrupção interna, você deve anotar a tarefa relacionada na seção de tarefas “Não Planejadas”.

As interrupções externas são todas aquelas que partem do ambiente, por exemplo: o colega pede uma informação, o telefone toca, chega um novo email.  Todas as interrupções externas também devem ser deixadas para depois, a não ser, claro, que seja de extrema urgência.

Segundo o Francesco Cirilo, a maioria das interrupções pode ser deixada para depois porque dificilmente alguma coisa é tão urgente que não pode esperar um pomodoro terminar. Por exemplo, se você receber uma ligação aos 17 minutos de um pomodoro, você pode terminar o pomodoro e retornar a ligação depois, porque 8 minutos vão fazer pouca ou nenhuma diferença. Por outro lado, parar a tarefa no meio pode fazer com que você se distraia com outras coisas. Além disso, existe o tempo para retomar a tarefa que acaba sendo perdido.

Todas as tarefas não planejadas devem ser executadas seguindo o mesmo sistema das tarefas planejadas.

A Técnica do Pomodoro tem algumas outras regras:

  • Apenas uma tarefa deve ser realizada em cada pomodoro.
  • Um pomodoro não deve ter menos de 25 minutos. Se você terminar antes, deve revisar a tarefa até o final do pomodoro.
  • Um pomodoro não deve ter mais de 25 minutos. Mesmo que você sinta que faltam apenas alguns minutos para o término da tarefa, ainda assim deve realizar a pausa e terminar a tarefa no próximo pomodoro.
  • Um pomodoro interrompido deve ser anulado, independente do momento em que foi interrompido.

 3. Aprende-se com os resultados

Depois de alguns dias usando a técnica, você conseguirá extrair algumas informações para melhorar seu desempenho. Com os resultados, você deve tentar:

  1. Aprender quanto tempo leva para realizar cada tipo de tarefa
  2. Entender o que te distrai recorrentemente
  3. Descobrir quais são as principais interrupções