4 Dicas Para se Motivar ao Estudar Para Concursos Públicos

Pessoas estudando1

Divida as disciplinas em tópicos e estabeleça prioridades no programa de estudo

Diante de disciplinas muito extensas ou complicadas, se descabelar parece um caminho inevitável. Mas, para passar em um concurso público, é preciso dominar todo o conteúdo do edital, inclusive aquelas matérias que você não gosta ou tem dificuldade para compreender.

Alexandre Maia, psicólogo e autor do livro “Preparo Emocional para Passar em Provas e Concursos” diz que o lado emocional nesse caso é parecido com o de uma criança: cria barreiras para aqueles assuntos que não gosta ou complicados.

Confira abaixo quatro dicas para motivar seus estudos:

1 Divida a matéria em tópicos

Se a matéria for macroeconomia, por exemplo, Alex Mendes, professor de economia da Academia do Concurso, recomenda que o concurseiro escolha um tópico e estipule um prazo para concluir.

Para ele, além de facilitar a organização, à medida que o candidato avança nos tópicos, a produtividade aumenta e o aprendizado da disciplina como um todo fica mais fácil.

2 Dedique mais tempo para esse assunto

Para Sérgio Camargo advogado e especialista em concursos, se o conteúdo além de extenso é denso, o ideal é separar mais horas de estudo.

“Não é questão de dedicar mais horas consecutivas, não adianta o candidato estudar 12 horas sobre aquela matéria que tem dificuldade. O ideal é separar 2 horas diárias do programa de estudo, até aprender”, explica.

3 Domine a teoria

Para Mendes, o concurseiro tem a ideia equivocada de que ao ler sobre a disciplina já pode fazer exercícios sobre o assunto. “Quando ele se depara com um exercício de nível mediano a elevado, a autoestima não aguenta”, afirma. Dessa maneira, o rendimento dos estudos acaba comprometido.

Especialistas recomendam estudar a teoria das disciplinas exaustivamente. Exercícios e simulados devem ser feitos ao longo do planejamento de estudos.

4 Deixe os tópicos ou matérias mais complicadas para o final

Quanto mais seguro o candidato estiver, mais preparado ele estará para encarar as matérias que tem dificuldade. “O estudo forçado só fará com que a empatia com aquela disciplina aumente. O emocional não lida bem com bloqueios”, explica Maia.

Por isso, o psicólogo recomenda iniciar o estudo pelos tópicos que ele acredita serem mais prazerosas de estudar. Com o tempo, o candidato sentirá mais preparado para enfrentar o que considera mais complexo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *